Rádio Nambá 92,7 FM
Atendimento:
49 . 3435 0171
49 . 99978 6082
Locutor Sem Nome
OUÇA AO VIVO - 92,7 FM


NOTÍCIAS


Estado

Quase 10% dos catarinenses vivem abaixo da linha da pobreza, diz IBGE

.

06/12/2018 às 08h40

Aumentou a pobreza no Brasil entre 2016 e 2017. É o que aponta a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE. Segundo a linha de pobreza proposta pelo Banco Mundial (rendimento de até US$ 5,5 por dia, ou R$ 406 por mês), a proporção de pessoas pobres no Brasil era de 25,7% da população em 2016 e subiu para 26,5%, em 2017.

Porém em Santa Catarina os percentuais de pobreza diminuíram. O Estado tem a menor proporção da população vivendo abaixo da linha de pobreza. São 8,5% dos catarinenses que vivem com menos de R$ 406 mensais por mês. Bem abaixo do segundo colocado, Rio Grande do Sul, com 13,5%. Além disso, em 2016, eram 9,6% nesta situação em SC.

Já em relação à extrema pobreza (segundo Banco Mundial aqueles que vivem com renda inferior a US$ 1,90 por dia, ou R$ 140 por mês) , o percentual é de 1,7% dos catarinenses, também a menor taxa do país, cuja proporção é de 7,4%. Em 2016, essa taxa era de 2% em SC.

Santa Catarina também se destaca com a menor desigualdade de renda entre os Estados, medida pelo Índice de Gini, que quanto mais perto de 1,0, maior a desigualdade. Em SC, esse indicador em 2017 era de 0,421, o que representa uma diminuição frente a 2016 (0,429).

No país o Índice de Gini em 2017 era de 0,549, já em 2016 era de 0,546.

Fonte: Atual FM



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

* Fique tranquilo que ele não será exibido junto ao comentário.


Sugerimos também a leitura dos TERMOS DE USO e das REGRAS





VEJA TAMBÉM